2014: Que ano foi esse!

Do que você chama um ano que começou com uma das maiores violações de dados já vista, afetando a empresa Target, e terminou com outra grande violação de dados causando danos a um estúdio de Hollywood?

Do que você chama um ano que viu o retorno aos antigos maus tempos da luta para corrigir vulnerabilidades em software amplamente implementados, colocando quase todo mundo em risco?

Do que você chama um ano que viu o malware bancário na plataforma Android quadruplicar e o número total de malware para o Android passar de 4,26 milhões de dólares?

2014. É assim que vamos chamar esse ano.

De qualquer forma, 2014 foi um ano excepcional (mente ruim) para a segurança e privacidade online. De vulnerabilidades a violações de dados, do malware para Android ao ransomware, 2014 foi um ano de horríveis estréias. Mas, 2014 não foi um ano de uma só medida: foi um ano de muitas primeiras coisas em muitas áreas.

Citando a Rainha Elizabeth II, 2014 se qualifica como um annus horribilis. Infelizmente, 2015 também não mostra nenhum sinal significativo de melhoria.

Para entender como 2014 foi difícil, veja o novo recém lançado relatório anual “Grandes Perdas, Necessidade Identificada para uma Estratégia de Defesa contra Ataques Cibernéticos“.