7 dicas de segurança para seu iPhone

Na semana passada, falamos sobre o que os usuários de Android podem fazer para melhorar a segurança do celular. Falamos que, além de confiar nas configurações de segurança padrão da plataforma, os usuários podem fazer mais para impedir que seus dispositivos e dados sejam roubados ou hackeados. Dessa vez, vamos falar sobre o que os usuários de iOS podem fazer para melhorar a segurança de seus dispositivos Apple.

Existem muitas razões pelas quais os usuários preferem a plataforma iOS e os dispositivos em que é executada. Alguns dizem que é a eficiência do Apple Pay, melhores controles para pais, um serviço ao consumidor confiável e um hardware seguro; outros afirmam que os dispositivos Apple universalmente têm menos problemas e oferecem uma experiência mais amigável para o usuário. Em termos de segurança, a plataforma iOS é renomada por sua abordagem “walled garden” (jardim murado). Porém, essa noção resultou em uma crença equivocada do consumidor de que os dispositivos Apple são imunes às ameaças. Não são. Embora ainda existam mais ameaças encontradas na plataforma Android, malware e incidentes de hackers anteriores mostraram que a plataforma iOS não está completamente livre de riscos de privacidade e segurança.

No começo desse ano, os dispositivos iOS foram os mais novos peões intoxicados em um ataque direcionado chamado “Operação Pawn Storm”, uma campanha organizada de espionagem política e econômica. Segundo pesquisadores, um dos dois aplicativos espiões usados podia coletar mensagens de texto, contatos, fotos, dados de geolocalização e listas de aplicativos instalados, entre outras coisas, dos iPhones. Esses aplicativos maliciosos podiam ser obtidos através de táticas de engenharia social, inclusive emails phishing e sistemas operacionais desatualizados. Seguindo incidentes anteriores, ele mostra claramente que tem havido muitas tentativas para desafiar as medidas de segurança da Apple.

7 dicas de segurança para seu iPhone

Desde hackear sensores de impressões digitais até aplicativos feitos para desbloqueio de versões iOS, os cibercriminosos continuarão a encontrar maneiras para escalar a segurança e a privacidade. Assim, é importante não esquecer que afrouxar hábitos de segurança pode levar a sérios riscos. Antes que isso aconteça, veja o que pode fazer para reforçar a segurança de seu celular:

  • Proteja sua conta – o alvo mais fácil para qualquer cibercriminoso são suas credenciais de login – identidade Apple e senhas. Use senhas exclusivas e fortes, difíceis de serem decifradas. De preferência, escolha senhas não relacionadas a detalhes biográficos como sua data de nascimento ou nome.
  • Use aplicativos de segurança relevantes – embora você deva aproveitar os recursos de segurança incorporados no iOS, você pode melhorar a segurança usando aplicativos antirroubo, como o Find My iPhone. Esse aplicativo pode ajudá-lo a localizar seu celular, rastrear onde ele está ou esteve e remover os dados remotamente no caso de você não conseguir recuperá-lo. Você também pode usar a opção de identificação de dois fatores, disponível no iCloud.
  • Não use jailbreak no seu celular – mais controles e coisas grátis são sempre uma boa ideia, mas “desbloquear” seus celular também o deixa aberto a elementos maliciosos. É por isso que o iOS regula rigorosamente os dados e aplicativos que você permite. Desbloquear seu celular também pode impedi-lo de atualizar seus aplicativos e versões iOS e de corrigir bugs e vulnerabilidades imediatamente.
  • Conheça seus aplicativos – sempre leia e se familiarize com as configurações de segurança e permissões de um aplicativo. Os cibercriminosos estão interessados em usuários que aceitam isso como certo e podem facilmente enviar links ou anexos maliciosos que você pode baixar sem querer.
  • Conecte-se a redes seguras – sempre que possível, conecte-se a uma rede privada segura. Redes Wi-Fi não protegidas podem ser usadas por invasores para interceptar dados através de ataques “man-in-the-middle”.
  • Só baixe aplicativos de lojas oficiais – com tantos jogos divertidos aparecendo sempre, você pode ficar tentado a obter os aplicativos em outras lojas que estão disponíveis para celulares “desbloqueados”. Porém, é uma das maneiras mais fáceis de ser infectado por malware. Resista a potenciais ataques e adquira seus aplicativos na loja oficial da Apple.
  • Instale uma solução de segurança confiável – um software de segurança móvel pode reduzir bastante as ameaças de aplicativos e links antes mesmo que você os baixe. No fim, é sempre melhor estar seguro do que se arrepender.

Segurança aprimorada no horizonte

Recentemente, a Apple anunciou que o iOS9 incluirá uma opção para usar códigos de seis dígitos para destravar um celular. Essa atualização inclui também autenticação de dois fatores para usuários inscritos nos serviços Apple ao usarem um novo dispositivo ou navegador. O novo processo de autenticação será aplicado em todos os dispositivos Apple com TouchID.

Continue acompanhando nosso blog, confira as melhores dicas de segurança e saiba como se proteger na rede! Algum insight sobre essa postagem? Deixe seu comentário abaixo ou fale com a gente no twitter @TrendMicroBR.

Publicado em Security News.