Investimento em segurança é investimento em economia

A crise econômica da qual o país apenas começa a se recuperar vem reduzindo sistematicamente os investimentos em todas as áreas que não sejam consideradas imediatamente vitais. Descubra como esta economia pode gerar um enorme prejuízo – e como fazer para evitar isso.

Um recente estudo publicado pelo UOL foi taxativo nos números: só em 2016 mais de 40 milhões de pessoas no Brasil foram vítimas de crimes digitais, com um prejuízo conjunto superior a 10 bilhões de dólares. Ainda na mesma pesquisa foi divulgado que 20% dos usuários entrevistados não fazem uso de qualquer proteção de seus aparelhos (sejam notes, tablets ou smartphones) conectados. Claramente, este cenário é recente e bastante preocupante, pois evidencia que ainda há muitas brechas que podem – efetivamente são – exploradas por criminosos, o que torna o papel de soluções de segurança digital mais importantes do que nunca. Infelizmente, porém, a crise econômica tem levado muitas empresas a conterem seus investimentos na área, na esperança de reduzir custos, sem considerar o tamanho do prejuízo que um único ataque bem-sucedido pode causar.

É justo reconhecer, por outro lado, que o faturamento das empresas vem caindo de forma acentuada em todos os segmentos, de modo que o corte de custos acaba sendo uma obrigação para assegurar a continuidade dos negócios, o que tem encurralado os gestores entre a necessidade de promover segurança da informação e evitar custos. A saída, então, recai em um bom planejamento dos investimentos para garantir uma proteção satisfatória a custos mínimos.

As melhores e mais avançadas soluções de defesa são, na realidade, um conjunto de ferramentas que trabalham com alta sinergia e funções complementares promovendo camadas de segurança que, em sua totalidade, garantem o que há de melhor e mais completo na tecnologia para um ambiente seguro. Isso, porém, não significa que sua empresa não possa contar um uma defesa parcial, mas ainda sólida e confiável; pelo contrário, a modularidade das soluções de segurança de alto nível permite que as empresas invistam separadamente naquilo que entendem que melhor serve às suas necessidades.

O anti-malware, por exemplo, é a ferramenta primordial para a defesa de qualquer sistema, por isso é um investimento indispensável. Com ele sua empresa pode proteger anexos de e-mail e examinar elementos removíveis que possam eventualmente infectar a rede, assim como analisar arquivos e elementos maliciosos que tenham sido introduzidos no sistema irregularmente. Uma vez que você conte com um bom sistema anti-malware, você pode adquirir módulos adicionais que complementem a segurança de todo o ambiente: detecção e prevenção de intrusos, firewalls de perímetro e de host (para evitar acessos não permitidos de dentro do próprio sistema), bloqueador de aplicações, inspetor de logs (para monitoramento de integridade do sistema), sandboxes para teste de elementos suspeitos em ambiente seguro entre outros. Conforme suas necessidades e situação financeira mudem, sua empresa pode adquirir novas soluções e, com isso, construir um ambiente cada vez mais protegido para você e seus clientes, dentro de uma perspectiva balanceada de investimentos