Lançamento do iPhone 6S: hora de lembrar o básico sobre Segurança Móvel

Se você estava em Marte na semana passada, pode não ter visto que a Apple acabou de lançar seu iPhone mais recente. Talvez sem algumas das características estrondosas dos grandes lançamentos anteriores, ainda assim o iPhone 6S e o 6S Plus têm o suficiente para manter felizes os grandes fãs.

O design do Smartphone mudou muito em pouco tempo. Mas quando a tecnologia muda tão rápido, muitas vezes, a segurança não tem tempo de acompanhar.

E mesmo com uma mínima lacuna a ser explorada, pode apostar que os cibercriminosos irão conseguir entrar e comprometer seu dispositivo.

Um negócio arriscado

Como o smartphone é efetivamente um mini computador em seu bolso, está suscetível a maioria das principais ameaças enfrentadas por seu PC conectado a Internet em casa. Isso inclui:

  • Ataques da web
  • Ameaças da mídia social e riscos de privacidade no Facebook
  • Ataques a banco online
  • Phishing, spam e outras ameaças transmitidas por email

Além disso, existem ameaças específicas para smarphones das quais você também vai querer se proteger. Essas ameaças incluem:

  • Perda ou roubo de dispositivo
  • Wi-Fi não seguras como vetor de ataque, principalmente ataques “Man in the Middle”
  • Aplicativos maliciosos

Os aplicativos maliciosos são normalmente disfarçados como aplicativos legítimos e são mais comumente encontrados em lojas de aplicativos de terceiros. Eles podem variar de “dialerware” projetados para roubar dinheiro secretamente usando serviços premium, a spyware, ransomware e malware de roubo de informações.

O volume de malware para Android pulou de 4,26 milhões no final do último ano para 7,1 milhões na primeira metade de 2015. Apesar do Google ter melhorado muito o tempo para vetar novos aplicativos assim que são colocados na Play Store oficial, a Apple sempre controlou rigidamente as aprovações de aplicativos iOS oficiais. Isso não significa que não existam ameaças para os dispositivos da Apple.

No começo deste ano, a Trend Micro analisou a campanha da Operação Pawn Storm patrocinada pelo Estado e descobriu dois spyware para iOS relacionados ao malware de roubo de informações SEDNIT. Um deles, o Xagent, era baixado ao clicar em um link malicioso e era eficaz mesmo em dispositivos sem jailbreak. Claro que os riscos são ainda maiores se você decidir fazer jailbreak em seu aparelho. Uma grande ameaça, recém descoberta, chama-se KeyRaider.  Seu malware que roubou mais de 225.000 contas válidas Apple e milhares de certificados, chaves privadas e recibos de compra.

Dicas

Essas são algumas dicas de segurança para manter seguro seu celular atual ou seu iPhone 6S novinho:

  • Garanta que seu dispositivo tenha recursos de bloqueio e limpeza remotos
  • Use senhas em todos os seus dispositivos
  • Evite usar hotspots Wi-Fi públicos
  • Garanta que os dispositivos estejam protegidos com um software de segurança móvel que:
  1. Bloqueia sites fraudulentos
  2. Protege sua privacidade no Facebook e no Twitter
  3. Permite o backup e a transferência de seus contatos
  4. Localiza um dispositivo perdido
  5. Monitora o uso de dados mensal/diário