Não basta só colocar um “S” de “Segurança” em seus serviços gerenciados

segurança_serviços_trend_microExpandir e dar mais foco em suas ofertas atuais de segurança é uma boa forma de abrir novas oportunidades de negócios.

No entanto, só colocar um “S” na frente para falar que é “seguro” é fácil: pergunte para um fornecedor de serviços gerenciados que acha que segurança é só mais uma formalidade e oferece opções mais baratas ou baseada em monitoramento remoto (o chamado RMM), sem considerar as reais necessidades dos clientes nem o custo total de propriedade. Como um fornecedor de serviços gerenciados, porém, administrar os riscos de seus clientes faz parte de seu trabalho, e começar pela segurança é uma das melhores formas de reduzir e mitigar perigos e agregar valor para clientes e seus negócios.

2017 foi um ano representativo para a Cibersegurança, com incidentes de grande repercussão como o WannaCry, Not Petya, Spectre e Meltdown ganhando atenção em todo o mundo. Como resultado, segurança passou a ser uma preocupação para os seus clientes. A oportunidade de ampliar o foco em suas ofertas de serviços está melhor do que nunca.

De acordo com pesquisa 2018 MSP Benchmark Survey da Keseya, 33% dos entrevistados afirmaram que segurança era seu maior desafio ou prioridade, enquanto outros pontos tinha a média de 10% de apontamento. O estudo ainda apontou que segurança era a principal fonte de receita e o serviço mais popular para crescimento. Como se sabe bem, com os obstáculos surgem as oportunidades.

Então quais áreas exatamente estão no ponto para gerar oportunidades?

Office365

Com a adoção do Office 365 e outros serviços em nuvem crescendo é importante estimular os clientes a pensar em como eles vão proteger seus dados e outros recursos do Office 365 (como e-mail, One Drive, Sharepoint etc.). De acordo com o Trend Micro Cloud App Security 2017 Report, detectamos e protegemos mais de 3,4 milhões de ameaças em nossos clientes que usam o 365, e isso tudo depois de usadas as defesas nativas, que não haviam detectado ameaças. Clientes que estejam migrando para o Office 365 não devem só se preocupar com perigos, mas também com questões ligadas a compliance, de modo que adicionar camadas de segurança é uma forma interessante de agregar valor a seu serviço e diminuir o risco do cliente.

Nuvens públicas

Segurança em nuvens públicas é outra boa área para crescimento. Nesse contexto ela é uma responsabilidade compartilhada, e muitos dos clientes se esquecem disso, por isso depende de você ajudá-los a se lembrarem. Como um fornecedor, você já pode oferecer serviços de migração de workloads para a cloud. Muito embora a nuvem pública leve a uma redução de custos, ela também traz alguns riscos e desafios. Se você ainda não está ponderando questões de segurança em infraestrutura pública, é hora de começar!

Endpoint

Como mencionado anteriormente, 2017 foi um ano agitado para a cibersegurança, o que torna o momento propício para reavaliar suas ofertas em segurança para endpoint, já que você ainda tem toda a atenção do consumidor. Os endpoints e usuários são dois dos vetores mais fáceis de serem atacados, já que os humanos tendem a ser o elo fraco na corrente da segurança.

É importante oferecer máxima proteção para seus clientes e reduzir ou eliminar os custos de solucionar problemas decorrentes de incidentes de segurança. Coisas a serem consideradas: meu sistema de segurança endpoint atual inclui criptografia, prevenção de perda de dados, controle de aplicações e filtro de URL? Ele é baseado em cloud? Ele traz as mais novas tecnologias, como machine learning? Quanto mais sólida sua oferta, mais serviços você pode agregar nela.

Quando você estiver pronto para fazer mais do que só colocar um “S” na frente dos serviços gerenciados, visite-nos em http://www.trendmicro.com/msp e descubra como fazer para transformar seu negócio, enquanto agrega valor para seu cliente.