Por que investir em soluções integradas de Segurança de TI?

No passado, os ataques hackers eram simples, diretos e evidentes; hoje, são complexos, elaborados e bem planejados, e as defesas individuais do passado já não conseguem mais bloquear este tipo de ameaça. A resposta? Soluções integradas de defesa.

O perfil das empresas mudou em múltiplos níveis e setores, com muitas das práticas tradicionais sendo questionadas e sendo cada vez mais aplicadas práticas de gestão mais liberais e dinâmicas, que permitem desde o cumprimento de horários flexíveis até o uso de equipamentos próprios no trabalho – o chamado Bring Your Own Device, ou BYOD na sigla mais conhecida. Isto é certamente um passo importante para flexibilizar a jornada e o estilo de trabalho, refletindo a personalidade dos profissionais mais jovens, mas traz riscos reais para a segurança do ambiente de rede da empresa, afinal, o mesmo equipamento pode ser conectado em diversos ambientes, incluindo casas, cafés e outros lugares com baixo nível de proteção onde a máquina pode ser comprometida e servir de vetor para algum malware entrar na rede da empresa e causar danos. E esse é apenas um risco em todo o cenário.

O uso de tablets e laptops corporativos fora do ambiente seguro da empresa representam o mesmo risco, que é potencializado pela bem recebida prática de home office; na mesma linha, os inseparáveis smartphones, conectados em redes que vão desde a casa do proprietário ao wi-fi do supermercado são, igualmente, fonte garantida de riscos para os sistemas corporativos. A parte mais complicada desta situação é que os hackers, tendo plena consciência desta realidade e conhecendo o funcionamento dos programas mais comuns de segurança de TI usam destes ambientes inseguros como forma de acessar estes aparelhos, que posteriormente servirão de porta de entrada para as redes corporativas, onde está o que eles realmente buscam.

O alto grau de planejamento e detalhamento dos ataques digitais atuais fazem com que as defesas típicas das empresas não sejam efetivas em muitos casos. Soluções típicas protegem com algum grau de sucesso elementos isolados da rede, como o perímetro através do firewall ou os arquivos através de varreduras periódicas com o antivírus, mas não conseguem agir de forma integrada nem conseguem interpretar contextos e padrões suspeitos de modo a prevenir problemas, no lugar de enfrenta-los. As soluções mais completas do mercado vão além de oferecer um perímetro robusto e uma ferramenta de varredura de vírus abrangente e atualizada; elas, efetivamente, monitoram o comportamento de programas e de acessos dentro da rede, procurando por elementos suspeitos ou atividades fora do habitual (como sucessivas tentativas de acesso a áreas restritas), filtram não apenas anexos de e-mails, mas também analisam tentativas de ações de engenharia social e contam com sandboxes para testar e isolar elementos suspeitos antes que possam causar qualquer dano.

Com todas estas ferramentas à disposição, mesmo aparelhos contaminados externamente que teriam acesso fácil contra defesas tradicionais, não conseguem propagar os danos pelas redes da empresa, pois eventuais malware podem ser – e efetivamente são – detectados em diversas etapas de seu processo de ataque, impedindo que cheguem a causar danos reais e, assim, garantindo a segurança de que sua empresa precisa.